A antiga unidade industrial de secagem de arroz EPAC, no Louriçal, vai ser transformada num moderno centro cultural, cujo projecto foi apresentado numa sessão pública realizada recentemente, por iniciativa da Câmara de Pombal, proprietária do edifício, e Junta de Freguesia local.

Trata-se de uma reabilitação de um edifício do arroz, cuja traça original se pretende manter, garantindo às associações/entidades que ali se encontram instaladas um equipamento que possam usar com regularidade, dotado das condições de conforto e segurança necessárias à prática das suas actividades, refere a memória descritiva do projecto, que salienta que a nível exterior o edifício permanecerá praticamente intacto, havendo apenas algumas demolições em áreas onde a estrutura existente estava muito afectada.

Ainda de acordo com o mesmo documento, a proposta passa por uma “reorganização espacial de todo o edifício”, onde actualmente estão instaladas a Sociedade Filarmónica Louriçalense, Rancho Folclórico e Etnográfico do Louriçal e Agrupamento de Escuteiros 1244, e ainda o armazém da junta de freguesia.

Quanto ao edifício secundário, a proposta passa essencialmente pela criação de uma sala de direcção para o Agrupamento de Escuteiros na actual cozinha desactivada e de um espaço amplo coberto e fechado onde poderão realizar actividades em dias de condições climatéricas menos favoráveis, para além da reabilitação das redes existentes. No que diz respeito ao edifício principal, a intervenção, de acordo com o projecto, será mais profunda, continuando a desenvolver-se quase na sua totalidade em apenas um piso (o piso 0, onde funcionará um espaço multiusos), com excepção de uma das naves, que irá albergar a Sociedade Filarmónica e o Rancho Folclórico, que irá ter dois pisos. A obra está estimada em perto de 1,7 milhões de euros.