A magia do Natal volta a invadir a vila de Penela a partir desta sexta-feira (1). O castelo transforma-se num verdadeiro presépio tradicional animado, onde são recriados quadros representativos do presépio tradicional português. Os cenários, que mostram diversas vivências da época e representam pontos de interesse do concelho, transportam os visitantes para o “mundo encantado” do Natal, onde miúdos e graúdos são convidados a viver a magia desta época. Eis o Penela Presépio, um universo mágico que guia os visitantes até um espaço fascinante com muitos momentos de animação, cor, música, alegria, espectáculos, sabores e descobertas do património histórico, natural e imaterial. Este ano, o evento apresenta quase duas centenas de figuras animadas espalhadas por perto de 600 metros quadrados. De portas abertas até 7 de Janeiro, este “mundo encantado” espera receber cerca de 50.000 visitantes.

“O ex-libris do evento é o presépio animado, um presépio tradicional com recurso às novas tecnologias”, que cruza “o mais tradicional e clássico com o mais moderno e digital”, resultando numa “combinação interessantíssima que nos permite um presépio animado”, afirma Luís Matias, salientando que o objectivo é “posicionarmo-nos para que este evento seja cada vez mais direccionado para o público infanto-juvenil”, pelo que este ano é apresentado um “programa dedicado especificamente para as crianças”. “Pela primeira vez vamos ter uma dimensão mais direccionada para as crianças com a construção de um Play Ground Radical”, revelou o autarca, explicando que “além de uma pista de gelo, vamos ter um conjunto de propostas para este espaço de interacção meritoriamente para as crianças”, como escalada e rappel.

O mundo da fantasia leva ainda os visitantes até ao ferromodelismo, uma exposição que vai continuar no Espinhal com uma maquete gigante de comboios que delicia os mais novos, mas também os mais velhos. A estas actividades juntam-se outras que, na última década, vêm fazendo parte da animação de Natal do concelho de Penela. E já são muitas. Durante cerca de mês e meio, os visitantes podem admirar o presépio animado no Castelo, assistir à recriação ao vivo do nascimento de Jesus, apreciar o presépio tradicional do Espinhal e ver as exposições de presépios em Penela e no Espinhal. Paralelamente, podem dar uma volta no comboio de Natal, fazer compras no mercadinho, assistir a diversos momentos de animação musical e teatral, participar na hora do conto, usufruir da animação infantil ou jogar no Penela Go.

Enfim, actividades não vão faltar num evento que desde 2007 “tem vindo a crescer em área de exposição e número de figuras, mas essencialmente na qualidade da organização”, o que tem “resultado num número cada vez maior de visitantes”. Este ano são esperadas cerca de 50.000 pessoas.

“Recuperámos o presépio tradicional português, pegámos na memória e no espaço da vila de Penela e com base nisso temos vindo a criar ao longo dos últimos anos vários motivos para que as pessoas visitem o concelho”, sintetizou Luís Matias, com a certeza de que esta foi uma boa aposta, afinal “o Penela Presépio está hoje numa escala nacional e é um evento de referência na época natalícia”, que marca pela “diferença”.

Para a presidente da União de Freguesias de S. Miguel, Santa Eufémia e Rabaçal, Maria Marmé, este é um “evento de grande riqueza para o concelho, mas também para a União de Freguesias”, uma vez que permite “valorizar a região e respeitar o património cultural e histórico”, atraindo “muitas pessoas à vila” que “ajudam o comércio local”.

 

Novo cenário no Espinhal

 

“Este ano, a Junta de Freguesia do Espinhal resolveu também inovar no presépio tradicional feito por artesãos, que cresceu em área e tem outro layout”, adiantou Luís Matias, salientando que aquele é também pólo do Penela Presépio a visitar, tal como toda a região “rica em património natural, histórico e cultural”.

“O presépio tradicional do Espinhal, que costumava estar exposto numa tenda localizada junto à igreja, vai realizar-se no edifício do mercado, uma vez que este não está a funcionar”, desvendou o presidente da Junta de Freguesia, Luís Dias, adiantando que no primeiro piso estará patente o presépio e no rés-do-chão o artesanato para conhecer e adquirir.

O presépio pode ser visitado no Castelo de Penela todos os dias úteis entre as 10h00 e as 18h00, e aos fins-de-semana e feriados das 10h00 às 19h00. Os preços de entrada são dois euros para os adultos (três euros ao fim-de-semana), um euro para as crianças dos 6 aos 12 anos (dois euros ao fim-de-semana), cinco euros para famílias de dois adultos e duas crianças (oito euros ao fim-de-semana) e um euro para grupos com mais de 15 pessoas (dois euros ao fim-de-semana). As crianças até aos cinco anos têm entrada gratuita.