É com um espectáculo que marca o arranque das comemorações do 160.º aniversário da Sociedade Filarmónica Penelense que tem início, este sábado (20), mais uma edição do “Inverno Cultural”, iniciativa que se assume como motor da descentralização da cultura no concelho.

A Câmara Municipal de Penela vai gerir este ano um orçamento de quase 12 milhões de euros, um aumento superior a mais de três milhões de euros em relação a 2017, que “muito se deve ao quadro comunitário de apoio que está agora em fase de implementação. Mas para se chegar até aqui teve um trabalho muito sério e criterioso na elaboração de candidaturas e no alinhamento com as estratégias de desenvolvimento territorial”, referiu ao TERRAS DE SICÓ o presidente da autarquia, Luís Matias.

Está à porta o último fim-de-semana de Penela Presépio (encerra domingo, 7) e embora ainda falte a contagem dos derradeiros dias, a barreira dos 50.000 visitantes está ultrapassada e batido o recorde de 2016, que constituiu até agora a melhor das edições realizadas.

O Prémio BPI Capacitar vai apoiar um projecto da Cercipenela que pretende promover a melhoria da qualidade de vida e a inclusão social de pessoas com deficiência ou incapacidade permanente. A instituição penelense, que recebe esta distinção pela segunda vez, foi uma das 20 entidades agraciadas num universo de 224 candidaturas a nível nacional.

Até 7 de Janeiro os caminhos do Natal desembocam em Penela. É aqui que assentou arraiais um dos “ex-libris” que marca a quadra na região, visitado e admirado por milhares de miúdos e graúdos que ao longo de mais de um mês seguem, qual Reis Magos, a “estrela” que lhes indica o destino: Penela Presépio.

A magia do Natal volta a invadir a vila de Penela a partir desta sexta-feira (1). O castelo transforma-se num verdadeiro presépio tradicional animado, onde são recriados quadros representativos do presépio tradicional português. Os cenários, que mostram diversas vivências da época e representam pontos de interesse do concelho, transportam os visitantes para o “mundo encantado” do Natal, onde miúdos e graúdos são convidados a viver a magia desta época. Eis o Penela Presépio, um universo mágico que guia os visitantes até um espaço fascinante com muitos momentos de animação, cor, música, alegria, espectáculos, sabores e descobertas do património histórico, natural e imaterial. Este ano, o evento apresenta quase duas centenas de figuras animadas espalhadas por perto de 600 metros quadrados. De portas abertas até 7 de Janeiro, este “mundo encantado” espera receber cerca de 50.000 visitantes.

Cinco meses depois de a aldeia ter sido cercada pelo fogo, em Ferraria de S. João aguarda-se agora apenas pela chuva (intensa, de preferência) para concluir um projecto que visa a criação de uma zona de protecção ambiental da localidade num perímetro de uma centena de metros em torno das casas, com a plantação de cerca de um milhar de árvores autóctones, mais resistentes ao fogo. A resposta ao susto de Junho passado veio em forma de “mãos à obra” e eucaliptos ao chão.